domingo, 23 de novembro de 2008

saiu do forno agora...

A loucura me deixou sem me manifestar
mas como sou poeta
ainda tenho muito o que protestar

contra as injustiças
contra a discriminação
contra a homofobia
e o capitalismo que impregna a nação

contra esse atual consumismo
que se transforma em conformismo
na luta pelo socialismo
e por toda forma de coletivismo

contra a desigualdade
que é uma forma de não liberdade
juntando todas nossas forças
lutamos por igualdade

assim é o ujs
a juventude socialista
quem se identificar com o poema
digo que também é comunista.

2 comentários:

Carlos Pinto Vinagre disse...

Haverá liberdade???

Rodrigo disse...

Socialismo, visto da forma de justiça social é a mais pura liberdade que a sociedade pode conceber, visto que todos, cidadãos de verdade teriam acesso a todos os bens que a sociedade possa proporcionar